sexta-feira, 8 de setembro de 2006

Basta!


Tudo o que tem acontecido em torno do «Caso Mateus» causa-me náuseas profundas... Custa-me a crer que o que se está a desenrolar é de facto verdade e possível num Estado de Direito e democrático... Onde é que nós estamos? Quem é que eles (Federação e FIFA) pensam que são?
CAA padece de um conflito de interesses bastante comum entre os apaixonados do futebol... Também eu temo pelas consequências nefastas que um passo em frente do Gil provocaria no meu clube... Mas não se pode parar, retroceder e fechar os olhos à injustiça e despotismo que se está a praticar no futebol português.

Dê por onde der: GIL VICENTE NA PRIMEIRA!

1 comentário:

joão manuel disse...

Confesso que não sou grande adepto de futebol. Mas julgo que toda esta situação ultrapassa, sem dúvida, os limites do foro desportivo.
Independentemente de o Gil Vicente ter razão ou não na sua pretensão, considero que o mais preocupante é a FIFA, que não passa de «uma grande empresa internacional» (palavras do prof. Marcelo Rebelo de Sousa), atente contra o futebol português com todo o tipo de ameaças, pelo facto de o clube de Barcelos usar de um direito fundamental e inalienável dentro de um Esatdo de Direito Democrático, que é o direito de recurso aos tribunais.
Julgava já não existirem coisas; mas parece-me que a FIFA é um novo ditador ou, como alguns lhe chamam, uma máfia. A verdade é que esta organização desportiva parece viver alheada das leis democráticas.
Portanto, penso que é importante pormos de lado os interesses clubísticos e todos juntos nos colocarmos ao lado do Gil Vicente. Não no relvado, mas nos tribunais, para que o nosso futebol possa dar uma lição de justiça e respeito pelos direitos humanos ao futebol mundial, designadamente à FIFA!