sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Qual o futuro?!

1. António Garcia Pereira
"... está em curso um processo de destruição dos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos e (...) os advogados têm vindo a perder a função e papel sociais (...) que a ordem reconquiste o seu prestígio e a sua autoridade moral junto dos órgãos do poder..."

2. António Marinho Pinho
"...a Justiça é para se fazer nos tribunais e não em vãos de escada ou em supermercados. É para se fazer por magistrados e advogados independentes e não por funcionários de uma qualquer instituição. Só os tribunais estão vocacionados para administrar a Justiça (...) urgente tomar medidas para impedir a massificação descontrolada da advocacia portuguesa e da consequente degenerescência ética e deontológica que acompanha essa massificação..."

3. Luís Menezes Leitão
"...qualquer advogado possa, se assim o entender, exercer apoio oficioso (...) maior apoio aos jovens advogados, nomeadamente através da efectiva discriminação positiva dos jovens advogados em matéria de contribuições para a Ordem e Caixa de Previdência da OA..."

4. Magalhães e Silva
"...um “exame de entrada” na OA, que faça um “rigoroso escrutínio” de quem está apto a exercer a advocacia (...) como “questões essenciais” (...) o fenómeno da “proletarização da advocacia”, o patrocínio oficioso e as reformas na Justiça, incluindo o novo mapa dos tribunais."

5 comentários:

josé manuel faria disse...

O Garcia pereira está em todas: Presidenciais, legislativas, autárquicas, europeias e OA.

Que sede de protagonismo . É um modo de ganhar clientes.

Anónimo disse...

Advogados: a classe mais corrupta e mal-formada do país.

HMAG disse...

Eh pah, sempre a querem por os políticos em segundo plano e a dar protagonismo aos advogados ... que mania!

Bruno Miguel Machado disse...

Acho que vai ganhar o Prof. Menezes Leitão.
Mas cuidado com o Marinho Pinto.
Magalhães e Silva assinou a sua derrota quando veio defender o fim das férias judiciais.

Cumprimentos

Monsieur de Voltaire disse...

O Magalhães e Silva é o homem de mão do Governo. Se ganhar ele, estamos todos bem tramados.
O Marinho "alega" que se farta mas foge-lhe demasiado o pé para a chinela, e aquela do querer ir ganhar o mesmo que o Presidente do Supremo à custa das nossas quotas já me está a incendiar o cucuruto...
O Garcia Pereira é o eterno candidato a tudo e a mais alguma coisa, desde que lhe dê mais 10 minutos de rádio, t.v. e jornais...
Eu voto Menezes Leitão. Não está comprometido com ninguém, é um tipo sério, e acho que pode fazer muito pela nossa classe.