sexta-feira, 11 de agosto de 2006

Triste fado!!!

Outrora, fomos conhecidos pelo país dos três "F": Fado, Fátima e Futebol!!!´
Nos tempos que correm, continuamos o país dos três "F": Futebol, Futebol e Futebol !!!
Inclusive em tempo de férias, quando a bola não rola nos relvados e as equipas se preparam para mais uma época, PORTUGAL continua a ser o país dos três "F": Fogos, Fogos e mais Fogos!

16 comentários:

Pedro Morgado disse...

Triste que sejamos conhecidos pelos Fogos... Triste que se perca o fado...

Quanto ao resto, evoluímos!

de la Serna disse...

Pelo menos, os fogos este ano não foram a calamidade que foram nos dois anos anteriores. Mas mesmo assim, é estremamente desgostoso ver a tragédia que são os incêndios...

Sónia Monteiro disse...

Este ano ardeu o que faltava a arder, caro de la serna...

de la Serna disse...

Ai ardeu? Então desculpem o meu comentário... parece que já não temos floresta... Dona Sónia, não digas só asneiras da boca para fora. É muito fácil de constatar que este ano o combate aos incêndios foi muito mais eficaz. Com isto não quero dizer que estou contente com o que se passou (e ainda se passa). Um incêndio é sempre uma tragédia, e este ano também os houve, como haverá para o ano e para o próximo, e para o próximo...

Sónia Monteiro disse...

Pois... até temos época de incêndios e tudo... Os incêndios foram na mesma intensidade, arderam outras áreas que ainda não tinham ardido e na mesma proporção, infelizmente! O que mudou apenas foi a importância que a comunicação social lhes deixou de dar! Vai-se lá saber porquê...

de la Serna disse...

Sónia, a realidade é só uma, e espero que tenhas discernimento suficiente para a aceitar, é que aqui não estamos falar de religiões e não podes trazer a fé para justificar as coisas...

Este ano foi batido recorde do nº de ocorrências de incêndios por dia, no entanto, estes foram maiz eficazmente combatidos, não tendo nunca atingindo porporções que pudessem ser idênticas às de anos anteriores. A comunicação social deu-lhes a importância que quis dar, eles lá sabem.

O que eu aqui estou a dizer é a realidade, não é nenhum conto de fadas, nem andei a ver os telejornais de todos os canais e a ler os jornais do país à procura de faits-divers para me adocicar o coração e ficar enternecido com o sofrimento alheio provocado pelos incêndios... Vi notícias, isso sim que confirmam o que aqui estou a dizer. O resto fala para aí à vontade que as palavras levam-nas o vento e a realidade é só uma.

E, reafirmo, que mesmo assim é desgostoso ver a tragédia dos incêndios, ano após ano e que não me agrada nada ver a floresta arder, no entanto há que ser razoável e dar a mão à palmatória: este ano não foi a calamidade que foram os anos anteriores, apesar de na mesma o património florestal ter sido mais uma vez dizimado.

Sónia Monteiro disse...

Serra do GerÊs faz-te recordar alguma coisa?

de la Serna disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
de la Serna disse...

Bom sónia, lá estamos nós a bater no ceguinho! Tu não entendes de uma vez por todas o que eu escrevo?

"E, reafirmo, que mesmo assim é desgostoso ver a tragédia dos incêndios, ano após ano e que não me agrada nada ver a floresta arder, no entanto há que ser razoável e dar a mão à palmatória: este ano não foi a calamidade que foram os anos anteriores, apesar de na mesma o património florestal ter sido mais uma vez dizimado." Foi o que escrevi, agora mais directo do que isto não sei como o posso ser... queres que te diga que vi o Gerês a arder? Vi. Estou contente? Não. Poderiam ter feito melhor no combate? Não sei, não sou bombeiro... No entanto, este ano, os dados confirmam que o combate aos incêndios foi mais eficaz.

Sónia Monteiro disse...

«Bom Zé, lá estamos nós a bater no ceguinho! Tu não entendes de uma vez por todas o que eu escrevo?»

Não se trata de combate aos incêndios.. mas de PREVENÇÃO!
e NÃO TEM NADA A VER COM CORES POLÍTICAS, INFELIZMENTE VOLTOU A FALHAR...

de la Serna disse...

AHHH, prevenção...

Que inergúmeno que sou por não ter percebido que era disso que se falava quando li o post...

Ora bem, vamos lá pensar em conjunto.

Como é feita a prevenção actualmente em Portugal? Há iniciativas do IPJ para vigilãnica das florestas por jovens através de voluntariado e há um esforço legislativo para obrigar as pessoas a limpar os seus terrenos (85% da floresta pertence a privados). Esta lei ainda não obteve os resultados práticos desejados já que o Estado não tem capacidade para obrigar a população a limpar os seus terrenos de uma só vez, era impossível. Há também as campanhas de sensibilização por tudo o que é orgão de comunicação social, como é hábito. Agora, não sei que outras medidas de prevenção possam ser tomadas, já que expropriar os privados para o Estado fazer o que quisesse nas florestas não seria correcto...

Mas agora, vamos fazer mais um pequenos esforço...

Qual é que é a principal natureza dos incêndios em Portugal? Serão as beatas lançadas para a mata? Serão os vidros deixados na mata após o piquenique? Não me parece... A principal natureza dos incêndios em Portugal é a mão criminosa! Agora, a menos que tenhas alguma máquina que adivinhe crimes pirómanos futuros não sei o que queres fazer... Talvez fazer grupos de PA (pirómanos anónimos) ou IMA ( industriais madeireiros anónimos) para lhes tirares essas ideias da cabeça.

Assim pergunto-me que medidas de prevenção é que se podem fazer a mais? E mais uma vez vens tu falares em cores políticas sem ninguém ter falado disso.

Sónia Monteiro disse...

"E mais uma vez vens tu falares em cores políticas sem ninguém ter falado disso."
...Sem ninguém ter falado explicitamente disso mas ousando fazer comparações entre dois governos diferentes... Mas concordo contigo não é isso que importa. O pior é que a calamidade é todos os anos a mesma!

Tens razão...Segundo as estatísticas, a maior parte dos incêndios é de origem criminosa. Contudo, não se pode pensar que se são todos fogos postos, ninguém tem culpa e não há nada de muito diferente a fazer, a não ser deter e penalizar o infractor... É uma atitude um tanto pusilânime! :)

Medidas??? O ano passado escrevi sobre o assunto... Mas não me custa repetir algumas das linhas que redigi há cerca de um ano...
- aumentar significativamente o corpo de guarda-florestais, distribuindo-os por todo o país e premiando aqueles que no final de cada época não tenham registado incêndios no perímetro da sua guarda.

- Para auxiliar os guarda-florestais, parte do Exército deveria ser destacado todos os anos para o terreno, para fazerem vigilância, abrir caminhos, defender as populações e auxiliar os bombeiros, em vez de permanecerem nos quartéis.

- compelir os proprietários e o próprio Estado a manterem as suas propriedades florestais limpas, visto que mais de metade dos 500 mil proprietários florestais têm os seus terrenos ao abandono e tendo em conta que apenas arde aquilo que está abandonado e que não tem qualquer tipo de ordenação ou planeamento.

- investir no planeamento florestal, pensar num reflorestamento ordenado e sustentado e é indispensável coagir os proprietários florestais, através de multas ou penas, a cuidar das suas propriedades florestais.

Upss, este ano ardeu o único Parque Nacional...Ao que parece falharam as "iniciativas do IPJ para vigilância das florestas por jovens através de voluntariado" e ardeu os 25% da floresta que não pertence aos privados... Decerto, não há mesmo mais nada a fazer...

de la Serna disse...

Implicitamente não falei de cores políticas, já que falei nos dois anos anteriores (ano passado Sócrates, há dois anos Santana Lopes), logo não andei aqui a defender ninguém.

E cara Sónia, se estivesses mais atenta vias que as medidas que propões já estão a ser aplicadas, só que, como disse no anterior comment, agora implicitamente falando:), Roma e Pavia não se fizeram num dia. E este ano não ardeu o único Parque Nacional, ardeu uma parte, dizer que ardeu o Parque Nacional todo e dizer que ardeu o país todo é estares a faltar ao respeito a quem se esforça para combater os incêndios e aos familiares de muita gente que perde as vidas a combater os incêndios...

Assim Sónia, não fales por falar.

Sónia Monteiro disse...

Jogos de palavras agora caro de La Serna? Todos sabemos o que ardeu no Gerês... Não é preciso recorreres a esse tipo de interpretações para ironicamente vir dizer que eu falto ou faltei ao respeito àqueles que combatem os incêndios... poupa -te, e a mim inclusive e também aqueles que lêem estes comentários, com esses pretensos moralismos! lolol
Vi parte detas medidas serem anunciadas, um parte dessas mesmas a serem postas em prática... Não está tudo feito... O ministério da Administação Interna voltou a falhar.. é infelizmente já um ciclo.
Corrige-me se estou enganada?
Tu então não acreditas ou não na Prevenção? Será para ti demagogia? Ora, para mim não é por existirem malfeitores que devemos deixar de apostar na prevenção... Não é por existirem fraudes, que vamos deixar de apostar na fiscalização.. Já parece aquela história do "Estado Encornado" que o HMAG falou...

Sónia Monteiro disse...

http://jn.sapo.pt/2005/10/12/dossier/Torre_de_vigia.html

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! Impotence fucking Florida thrifty car rental embossed police business cards models celebrities Botox injection remove wrinkles Saab 93 skiss http://www.bell-radar-detectors.info/1968_oldsmobile_w_30.html Paris hilton web page oldsmobile alero recall Adderall xanax interaction Wirz scholarship 350 engine oldsmobile rocket blogspotcom equity home loan mortgage rate site eminent domain real estate prices replacing battery on an oldsmobile alero Designing shelves Penn drag washers Ouatch it dvd rental store sex story with pregnant women classic oldsmobile part