quarta-feira, 1 de novembro de 2006

BRAGA: "Show must go on"


Há já algumas semanas que vimos sendo prendados com excelentes notícias acerca da nossa augusta cidade de Braga! A reabertura ao público do nosso Theatro Circo, no passado fim de semana, a criação de novos espaços comerciais, a requalificação e criação de novos espaços verdes e de lazer…
Alegro-me por, finalmente, estarmos a caminhar no bom sentido. Depois de um forte crescimento populacional nos últimos anos (que nem sempre decorreu da melhor forma), parece-me que vamos agora assistir a um desenvolvimento da cidade a todos os níveis.
Se grandes lacunas haviam ao nível cultural, acredito que a Administração do restaurado centro de espectáculos, saberá responder aos anseios da população bracarense neste campo. Veja-se, desde logo, a excelente programação prevista até final do ano… E o entusiasmo dos bracarenses na reabertura ao público do renovado Theatro Circo!

Ao mesmo tempo, a falta de espaços de lazer e zonas verdes será, segundo foi noticiado no jornal Diário do Minho há duas semanas, colmatada pela renovação do Parque da Ponte, bem no coração da cidade, e pela criação de zonas verdes na zona de Lamaçães (?) e do novo estádio. A serem uma realidade, estas zonas seriam uma mais-valia para a cidade, que tanta carência tem de espaços verdes condignos. Era bom que, nesta onda de renovação e aposta em espaços deste tipo, a mata do Bom Jesus do Monte e toda a zona envolvente ao Santuário pudesse ser alvo de uma intervenção adequada àquela bucólica instância.

Foi também com agrado que li a notícia de que serão criados novos espaços comerciais na nossa cidade que, além de atraírem consideráveis investimentos à região, constituirão importantes pólos de emprego, amenizando o flagelo do desemprego, que afecta muitas famílias do distrito. Além do mais, o investimento por parte desteS grupos na nossa cidade revelam a cada vez maior projecção da mesma ao nível nacional e mesmo internacional.

A Universidade do Minho, continua a crescer e assume-se como o pólo dinamizador por excelência da região minhota. A construção de novos edifícios, designadamente a Escola de Ciências da Saúde e, futuramente, a Escola de Direito e o novo hospital, a aposta no desenvolvimento da investigação científica, entre outros investimentos, contribuirão para a afirmação desta Academia como centro difusor de conhecimento e inovação no plano não só regional, como nacional e internacional.

Embora não seja grande adepto de futebol, não posso ainda deixar de salientar o contributo da nossa equipa local, o Sporting de Braga, que tem mostrado, época após época, estar ao nível dos chamados “clubes grandes”. Recordo igualmente o nosso belo estádio que, tendo em conta a quantidade de prémios internacionais com que foi já laureado, é já uma imagem de marca de Braga por esse mundo fora.

Ao nível turístico, saliento a importância que o turismo religioso assume na nossa cidade. Realço ainda os esforços das entidades responsáveis em apostarem na qualidade desta actividade, tirando o maior proveito das potencialidades da denominada Roma Portuguesa e de toda a região envolvente, inclusive a vizinha Galiza.

Por tudo isto (e muito mais), não posso deixar de me regozijar por ver a minha cidade crescer, ou melhor, desenvolver-se a todos os níveis. Como dizia no início, parece que finalmente as nossas autoridades encetaram pelo caminho do desenvolvimento da cidade e pelo preenchimento de enormes lacunas da vida de uma cidade que se quer saudável, harmoniosa, atractiva e activa.
Agora podemos dizer com verdade: SÓ LHE FALTA TER MAR! (Ao fim e ao cabo, também ele já está a 20 minutos…)!

Por JMS

18 comentários:

Por um canudo disse...

JMS não deixas de não ter razão, mas... isso não serão elogios a mais? Mas que enorme bebedeira de bairrismo rsrsrsr

Sónia Monteiro disse...

... eu diria antes: "ainda lhe falta tanta coisa"

Sónia Monteiro disse...

Ambiente??
vias públicas com melhores condições??
urbanismo??
(...)

joão manuel disse...

Sim, claro que lhe falta muita coisa... Mas penso que faz bem valorizar o que de positivo se faz!
Não sei se reparaste que no post refiro-me a algumas coisas que ainda não estão feitas mas que apenas se encontram previstas.
Permite-me a correcção: quando tudo isto (e mais alguma coisa que não pude referir exaustivamente)for realidade só lhe faltará ter mar!

Pedro Teles disse...

Cara Sónia:

Ultimamente tens andado muito demagógica, é verdade que em Braga ainda faz falta muita coisa, mas isso é um mal universal, ainda não conheci, nem por ouvir falar, uma cidade em que não faltasse. Agora falar em termos abstractos e sem conhecimento nenhum da realidade chama-se, e mais uma vez, demagogia.

Ambiente?? concretiza!

Vias públicas com melhores condições?? Esta sinceramente não entendo o município de Braga fez uma coisa única em todo o país consegui construir uma circular urbana, do melhor que é possível com a actual tecnologia de construção de vais públicas, sem deitar uma única casa a abaixo, conseguiu a muito custo que Braga fosse dotada de acesso em via rápida ou auto-estrada para todos os concelhos vizinhos; é possuidora de uma linha de caminhos-de-ferro moderna e prepara-se para ser uma das paragens do tgv.

Urbanismo?? que me digas que há falhas de urbanismo com 15 - 20 anos ou mais, acredito, mas nessa altura não existia aquilo a que hoje chamamos de planeamento urbanístico, agora Braga possui um modelo sustentado de urbanismo. Todos os loteamento são construídos e planeados de acordo com as políticas que a maioria dos cidadãos de Braga escolheram. E estes escolheram um cidade plural em que há habitação para todos, onde podes comprar uma apartamento a partir de 50mil euros até vivendas de valor incalculável. A isto chama-se urbanismo, pode é nao coincidir com o planeamento que tu fazes de cidade, mas dizer que ainda falta fazer urbanismo, só se braga tivesse no curso de direito e na vertente publicista.

HMAG disse...

Acho que as vias públicas de braga são muito boas, exepto quando frequentadas por estudantes visivelmente "alterados"! :)

Sónia Monteiro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Sónia Monteiro disse...

1- Desconhecimento da realidade, não me parece... Rua Monsenhor Ferreira, 5 dias por semana, justifica alguma coisa?
2- Não disse que havia cidades perfeitas, não fiz qualquer comparação com outra cidade;
3- apenas de forma breve, quis apontar um pouco de realismo à posta do João Manuel... sem com isso desvalorizar a cidade! Vamos lá ter calma quando falamos em demagogia!
_________
Depois dos esclarecimentos que não foram percebidos à primeira, respondo às questõe lançadas:

1- Ambiente, ora: Rio Este; ausência de zonas verdes e parques...
2- não falei em ausência de vias públicas mas nas condições das vias públicas existentes, não seis e me fiz entender, mas eu esclareço! Quando chove em Braga é impossível circular na via pública, sobretudo, se não tens veículo próprio.
E aquelarecente ciclovia é pra rir!
3- Braga possui um modelo sustentado de urbanismo? lolol - só não vê quem não quer! A única coisa que Braga tem sutentado, a este nível, é a construção e a construção e a construção... com muita pena! Revê os teus conceitos de urbanismo e planeamento do território!

Apesar das críticas, eu gosto da cidade de Braga e de cá viver... Congratulo-me de ver que as coisas podem mudar, que há vontade.. no entanto, não vamos fechar os olhos e dizer que está tudo bem e tal...

Pedro Teles disse...

Continua a ser urbanismo sustentado, volto a dizer-te que não é é o urbanismo que tu preferes, mas é urbanismo sustentdo, pois todas as novas urbanizações possuem: acessos,serviços, comercio, zonas de lazer e zonas de divertimento. Isto é planeamento, volto a dizer que nao é o teu planeamento.É o planeamento que os bracarenses têm escolhido nestes ultimos trinta anos.

Ausência de zonas verdes??? deixa-me rir. Parque da Ponte, Parque Norte, Parque da Rodovia (este é mesmo em frente a tua casa) Mata do Bom Jesus, Margem do Rio Cávado, Avenida Central, Jardim de Sta Bárbara. Inumeras praças e pracetas, a maioria das quais só conhece quem lá mora.

"... eu diria antes: "ainda lhe falta tanta coisa"; vias públicas com melhores condições??" Se isto não é dizer que faltam vias publicas então nao sei o que é. Cidade com melhores condições de acesso não deve haver muitas. Cidade com uma circular que te permite em hora de ponta entrares e saires da cidade e pouco menos de 10minutos também não.

Sónia é demagogia falar atirando coisas para o ar sem as concretizar. Demagogia é querer fazer alguém acreditar que conheces a realidade do concelho, pelo simples facto de morares em Braga 5 dias por semana, em que grande parte dos quais nao passas por mais de 4 ou 5 ruas. Braga não é só a zona da Universidade, aliás a zona da UM é uma pequena gota de água em relaçãoao resto da cidade e do concelho.

Não te digo que Braga tem a melhor qualidade de vida do Mundo, posso é garantir-te que sem dúvidas tem a melhor qualidade de vida do país. E não sou só eu quem o afirma, a UE também. E isso é conseguido graças a uma política de democratização e plurização da cidade.

Sónia Monteiro disse...

Quanto às zonas verdes, não te esqueças de referir a relva nalgumas rotundas e vias...

AP disse...

Pedro teles disse:Sónia é demagogia falar atirando coisas para o ar sem as concretizar.

Faço apenas uma pergunta, a Sónia é Presidente da Camara ou trabalhar na Câmara Municipal de Braga?...Penso que nao. Demagogia para ti consistem em criticar algo em alguem que se prestou para uma função? Entao quer dizer que ninguem pode dizer mal das medidas do Governo, porque nao se candidatou a 1º Ministro?...
O espírito crítico deve viver connosco no nosso dia-a-dia, senao existissem críticas construtivas, no sentido de apontar o que de mal existe, muito menos esforço existiria em melhorar.

"aliás a zona da UM é uma pequena gota de água em relação ao resto da cidade e do concelho."

Ora aí está um aspecto positivo, inserir a temática das gotas de água da nossa cidade. Pois, infelizmente, estamos numa cidade em que chove (e bem) quase todo o Inverno, e no início da época das chuvas temos sempre problemas com isso. A cidade de Braga pode não ter mar, como disse alguem atrás, mas no Inverno, até se esforçam para conseguir tal feito!!!

Tenho pena de não ter um barquinho para circular no Inverno em Braga, porque realmente dava-me imenso jeito!
Mas tambem, estou a ser muito dura, pois como é que iriam adivinhar que isto acontece no inverno? Em Braga o tempo é tropical...Nao poderiam estar preparados para situações dessas...

Pedro Teles disse...

Cara AP:

Antes de mais nada peço-lhe que volte a ler o que eu disse sobre demagogia. Em ponto algum afirmei aquilo que diz. Eu falo em demagogia quando alguém nao conhece algo e sobrer isso procura dissertar um conhecimento que nao possui.
Isso sim é demagogia, isso e querer por nas palavras de outra pessoa aquilo que ela nao disse.

Quanto a piadas sobre estradas e barcos cara ap, nao estamos em veneza nem nada que o pareça. e por muito que olhe para a cidade de braga e para aquelas onde é normal as estradas serem substituidas por cheias, posso com confiança afirmar que ainda nao vi nada disso em Braga.

A dureza das palavras pressupões uma força em ideias e em argumentos, como não as tem, não precisa de afirmar que está a ser dura, quando nao o está.

Pedro Teles disse...

Cara AP:

Antes de mais nada peço-lhe que volte a ler o que eu disse sobre demagogia. Em ponto algum afirmei aquilo que diz. Eu falo em demagogia quando alguém nao conhece algo e sobrer isso procura dissertar um conhecimento que nao possui.
Isso sim é demagogia, isso e querer por nas palavras de outra pessoa aquilo que ela nao disse.

Quanto a piadas sobre estradas e barcos cara ap, nao estamos em veneza nem nada que o pareça. e por muito que olhe para a cidade de braga e para aquelas onde é normal as estradas serem substituidas por cheias, posso com confiança afirmar que ainda nao vi nada disso em Braga.

A dureza das palavras pressupões uma força em ideias e em argumentos, como não as tem, não precisa de afirmar que está a ser dura, quando nao o está.

Sónia Monteiro disse...

"nao conhece algo e sobre isso procura dissertar um conhecimento que nao possui."

Esta é definição do Pedro Teles de demagogia,
então posso concluir que essa crítica´não pode a mim ser aplicada, pois sei do que estou a falar e possuo algum conhecimemto , pouco, até talvez,mas suficiente para dissertar sobre a questão do planeamento e urbanismo em braga.

Para breve, um posta/lição de direito de urbanismo, citando alguém QUE SABE!

Pedro Teles disse...

lol.

5 dias por semana

AP disse...

demagogia


do Gr. demagogía, arte de conduzir o povo

s. f., governo ou actuação política pautada pelo interesse imediato de agradar às massas populares, com o fim de alcançar o poder ou de o manter;
situação política em que o poder é abandonado às multidões.

demagogia
substantivo feminino
1. submissão excessiva da actuação política ao agrado das massas populares;
2. processos servis de captar o favor popular;
3. abuso da democracia;
(Do gr. demagogía, «direcção do povo»)

Pedro Teles disse...

Nem todos os significados de uma palavra vêm no dicionário.

Anónimo disse...

O sr.Pedro Teles está claramente a "bater-se" ao "poleiro" do Eng.Mesquita Machado lol...Verdade seja dita, são estes individuos q no futuro vão andar de BMW e Mercedes pq desde "pequeninos" sabem a cantiga do "é bom viver em Braga!"lá nas suas jotas&co...A mata do Bom Jesus, o parque da Ponte,o parque da Rodovia, vejam la, o jardim de Santa Bárbara considerados espaços verdes!?? Perdoai-lhe Senhor q ele não sabe o q diz!:)

Afonso Fonseca