terça-feira, 13 de novembro de 2007

O Perigo das Generalizações!

É, de facto, importante apreciarmos a música do nosso país mas daí a impor-nos qual o tipo/género música que vamos ouvir durante o dia?! Não compreendo! Não deveria ser o próprio cidadão a reconhecer livremente o valor da música nacional?
Depois, trata-se de uma norma que não atende às especificidades de todas às Rádios. Existem Rádios que não têm produção para cumprir a quota exigida. Iremos ouvir dez vezes por dia a mesma música?
Poderia compreender esta norma junto das emissoras públicas mas já não entendo a sua generalização a todas as Rádios.
O que virá a seguir? A dobragem dos filmes? Quotas no cinema? Teremos todos de ver um filme português por mês?
E como afirma José Fragoso: "Esta legislação não faz sentido porque faz da rádio o bode expiatório da situação em que se encontra a música portuguesa. Esta lei pouco ou nada vai contribuir para que este problema se altere".

1 comentário:

josé manuel faria disse...

Preferia ver um filme português por mês do que 25% de música nacional.