sábado, 28 de janeiro de 2006

Afinal de contas...

Dizem que Cavaco conseguiu ludibriar os eleitores insinuando que vai "governar" e, assim, melhorar a situação de crise que o país ultrapassa.
Enquanto que um candidato passou a campanha toda a esclarecer os portugueses acerca do verdadeiro papel do PR, outros, incomodados com tal frontalidade, preocuparam-se em afirmar que Cavaco queria usurpar poderes!
Importa ressalvar e relembrar a estes ilustres que o papel do PR é muito mais importante/interventivo do que aquele a que o Dr. Jorge Sampaio nos habituou.
Felizmente, os portugueses demostraram que percebem mais de direito constitucional que muitos outros que nos representam na capital!
Resta a lição para aqueles que se basearam nesta imagem de PR inerte como bandeira de campanha!

10 comentários:

de la Serna disse...

Realmente, quando mulheres do povo vêm dizer para os noticiários que vão votar Cavaco porque ele é que percebe de contas e é que vai pôr o país a andar para a frente...acho que percebem mais de Direito Constitucional (e diria até de Economia) do que quem nos representa na capital! Falar de uma presidência inerte por parte do Sampaio... é somente não ter estado atento ao que se passou nos últimos 5 anos e falar só quando aparece um homem da nossa cor política com pretensões ao cargo (e que realmente vai passar a desempenhar) que nos agrada que esteja no cargo de Presidente da República precisamente por ser da nossa côr política...apesar de toda a gente ter visto que era um candidato suprapartidário...

de la Serna disse...

E ainda ouvi falar eu de socialistite aguda... Em vez de se falar desta maneira, devia-se deixar de ver a política como uma troca de galhardetes entre o Pinto da Costa e o José Veiga!

Sónia Monteiro disse...

Se considerássemos tudo o que dizem na Tv, também acreditaríamos que "Mário Soares [foi] o vencedor moral e histórico destas eleições".
E realmente tens razão, nestes últimos 5 anos até vi várias vezes Jorge Sampaio, discursos bonitos, viagens interessantes, entrevitas até, reportagens enriquecedoras acerca da sua família, tantos prémios de reconhecimento a outras tantas individualidades que ele próprio (e sozinho) considerou, e olha que até o vi em Sintra há dois anos atrás quando estava de férias...
A única vez que vi Jorge Sampaio a denotar-se realmente, sinceramente preferia não ter visto!
E também, caro JAMC, não sei se te recordas que este Presidente da República que aqui aplaudes, não foi capaz de receber oficialmente Dalai Lama. O que as pressões chinesas podem fazer sobre um homem que até é ateu e totalmente defensor da laicidade.. imagina se não fosse!

de la Serna disse...

Quando disse o que leste no meu último comentário foi precisamente com a intenção de me responderes o que respondeste: "A única vez que vi Jorge Sampaio a denotar-se realmente, sinceramente preferia não ter visto!". Exactamente porque isto prova a tal visão política que a maioria das pessoas têm, mesmo os que não se afirmam de nenhuma facção política... O pobre do homem foi preso por ter cão, mas se não tivesse ia ser preso na mesma!!! Ou seja, foi o pior alto magistrado da nação desde 1910 porque deixou que a Assembleia da República elegesse um novo governo depois da inteligentíssima saída do nosso caro Durão Barroso do executivo para a Comissão Europeia (enesima opção após terem corrido os outros dirigentes dos restantes 14 paíse da UE por 3 vezes!!!).Digo inteligentíssima porque toda a gente sabe como estava o país a ser governado e desta maneira não foi preciso ter feito leituras das eleições que se tinham dado há pouco tempo e que vaticinaram uma das maiores derrotas de sempre da direita em Portugal...depois o outro é que fugiu com o rabo à seringa!!!Depois do cherne veio o pior executivo desde o tempo de D. Maria II, chefiado pelo brilhante conhecedor da realidade portuguesa (pelo menos nocturna) que veio alterar profundamente a situação financeira portuguesa! Não é que de uma balança deficitária que se julgava um pouco acima dos 4%, ele conseguiu fazer cortes e mais cortes em tudo o que era sítio (quase que não tinham linha para depois remendar aquilo) que ela até subiu para uns espantosos 6.83%? Este senhor, dono de uma genialidade quase só comparavél à genialiade de um músico barroco, sim porque o que ele soube, e muito bem dar aos portugueses foi música (não digo comparável à genialidade de um músico barroco porque ia ofender a memória de músicos como Mozart que tu aqui tão bem dignificaste), juntamente com o seu antecessor conseguiram arrastar o país para a pior crise económica da UE. Assim, Sampaio consultando os maiores representantes dos mais variados sectores da nação, entendeu por bem (numa lógica de ter posto Santana à prova num período experimental podendo depois demiti-lo sem indemnização) convocar novas eleições para colocar Portugal com representantes eleitos realmente por si (e não formalmente, todos conhecemos o processo de formação do Governo). Se não tivesse feito isto Portugal arriscava-se a estar realmente no fundo do poço (para não dizer fossa séptica, era um pouco sujo), sem luz à vista e aí era preso na mesma porque não tinha agido correctamente aquando da fuga do Durão Barroso!!
Quanto ao resto spsm, foi a vida normal de um Presidente da República em Portugal, a conviver normalmente com os poderes que a Constituição lhe confere, mas que parece que vão transformar Cavaco num super político que nunca o foi (apesar de ele ter posto um pouco mais de meio Portugal a pensar que sim!) É por estas que eu dou graças por não vivermos uma situação com a Alemenha em 1933... vê lá o que podia acontecer ao nosso querido país...

HMAG disse...

Resumir o papel de presidente da república a ganhar calos de apertar muitas mãos e rugas derivadas dos flash's é no meu entender muito redutor ...
Não admira deste modo, que Jorge Sampaio possa até ter tirado umas férias sem que ninguem alheio ao palácio de belem se apercebesse, bastando para isso deixar uma fotografia que pudesse aparecer em sua representação ...

Espero que Cavaco seja mais ...
... SÓ mais Presidente!

Pedro Teles disse...

Cara SPSM

Em direito constitucional aprende-se que o poder legislativo cabe à AR, podendo o Governo também legislar, sendo que certas matérias são de competência relativa ou absoluta da AR, é a chamada reserva de lei, pois o governo não tem capacidade para as aprovar, ele apenas pode emitir decretos lei, e documentos jurídicos de valor inferior a estes. Sendo que somente estas duas instituições democraticas nacionais são competentes para legislar.

Ora o PR não se enquadra nestes dois orgãos, logo não tem qualquer tipo de função legislativa, por isso nada pode fazer para inverter a actual situação económica portuguesa, ate as mensagens que envia à AR ou ao Governo não são em nada vinculativas, bem como o seu veto político. Daí em perguntar como é que o presidentepode ser mais interventivo: so se imitar soares e promover congressos sobre Portugal e o Futuro, só que aí estaria a ser igual a quem ele tanto criticou. Sabe SPSM, parece-me que está na altura de recordar algumas noções de constitucional, nomeadamente sobre a separação de poderes e respectivas competências.

Outra coisa, afirma que da única vez que que viu o Dr. Jorge Sampaio denotar-se, preferia não ter visto, pois bem, esta é a sua opinião pessoal, e permita-me que eu e a maioria do país discordemos dela, pois nas eleições que se seguiram Sanatna perdeu em toda a linha, só ganhando no distrito de leiria. Lembro-lhe que o PS até na madeira venceu, ganhando a maior maioria absoluta de sempre, logo da primeira vez que o eng. josé socrates lidera o partido,

Por isso cara SPSM, não tente procurar uma vã glória para quem nunca a teve, pois caso contrário está a tentar apelidar de ignorantes os portugueses (o que não me parece fazer muito o seu estilo)que deram, esses sim, uma larga maioria ao PS.

E permitam-me também que discorde de JAMC quando diz que Cavaco conseguiu convencer ser o super-político que nunca foi a metade do país, isso não é verdade, pois se lermos bem o resulttado das ultimas eleições vemos que mais de metade do país se recusou a votar em Cavaco, pois ele teve somente 50,6% dos votos, muito abaixo do que as sondagens previam, expressamente válidos, o que significa somente isso, pois os que são nulos e brancos não são contabilizados, caso o fossem de certo que ficaria muito aquem dos 50%+1 voto. A isto tudo é necessário juntar o valor de todos aqueles que não votaram por não se terem revisto em nenhum candidato, e isso significa que também não se reviram em Cavaco. Daí mais de metade do país tar com ele é uma falácia.

Caro HMAG ser só mais presidente significa apenas cumprir aquilo que está descrito na CRP, e isso resume-se a ser um poder moderador, que assegure o regular funcionamento das instituiçoes democráticas, nada mais, logo não poderá intervir a nível de politicas económicas, sóciais, de politica externa e de tudo o resto, fará um papel que a CRP lhe permite, e esse resume-se exactamente ao que Soares e Sampaio fizeram, querer ultrapassar isso significa querer ter poderes que o povo português nunca intencionou dar ao PR.

Acordem, esta é a realidade, acreditam que ele veio para mudar e só agora estão realmente a ver as formas, ainda por detrás do nevoeiro.

Joao Manuel disse...

Olha, meu caro Pedro Teles, foi eleito por mais de metade dos portugueses minimamente interessados em cumprir os seus deveres. Quanto aos que não foram lá (salvo aquelas pessoas que por qualquer motivo de força maior ficaram impedidas de o fazer), devem ser daqueles portugueses passivos, que só pensam em satisfazer egoísmos e não se preocupam com os problemas da comunidade.
Naõ considero que a opinião dos abstencionistas (salvo as excepçõe que referi) deva ser tomada em linha de conta. Se não se reviam em ninguém que votassem em branco.
Assim, constato que Cavaco foi eleito por mais metade dos portugueses conscientes dos seus direitos e deveres. Não vejo aqui qualquer falácia...

Sónia Monteiro disse...

Caro PT,
Obrigado por me relembrar algumas noções de Direito Constitucional através desta "semi-lição" de Constitucional (já vão mais de três anos)... apesar de que, quando escrevi o meu post, já as conhecia (não fazem parte daquelas coisas que aprendemos e depois dos exames esquecemos).
No entanto, não consigo ver onde a cooperação activa do PR possa violar um dos princípios basilares da democracia, defendido originariamente por Montesquieu. São opiniões diferentes.
Por outro lado, também tenho uma CRP e sei que lá se encontram plasmadas todas as competências do PR...

Mas, como diz, são as minhas opinões. E, para finalizar, temos um Presidente e acredito que pode contribuir, juntamente em colaboração com outros órgãos, para melhorar a situação de nosso país. Cavaco Silva é um homem com grande influência não só a nível nacional, como também internacional e pode exercer essa influência sobre diversas entidades, tentando, por exemplo, atrair e fomentar a iniciativa privada.. mas isto são só opiniões e os meus caros amigos, Pedro Teles e JMAC, têm toda a legitimidade em discordar e não acreditarem no novo Presidente.

"ser só mais presidente significa apenas cumprir aquilo que está descrito na CRP"... Ele ainda não tomou posse e já se ouvem vozes critícas... Limitar-me-ei a responder a esta tua frase, daqui a uns anos!

de la Serna disse...

"Cavaco Silva é um homem com grande influência não só a nível nacional, como também internacional e pode exercer essa influência sobre diversas entidades, tentando, por exemplo, atrair e fomentar a iniciativa privada.." Spsm, eu não quero usar aqui músicas do Jorge Palma para te dizer o que me vai na alma! Homem de grande influência internacional? Pode atrair e fomentar a iniciativa privada? Não me digas que acreditaste nas mesmas coisas que disseram às velhotas dos noticiários!!!!Queres ver que sim? Cavaco Silva nunca teve nenhuma legitimidade internacional, pelo menos não me lembro de ouvir tal afirmação, mas se calhar devo ter andado a dormir estes últimos anos...é que não me lembro mesmo que influência é que ele tem a nível internacional!!! Se me falasses do Mário Soares (candidato em que, relembro, não votei), responsável pela nossa entrada na União Europeia devido à amizade que tinha com Miterrand, que podia ter sido Presidente do Parlamento Europeu nas penúltimas eleições (só não foi porque o PPE não seguiu o modelo que tinha sido acordado de forma cavalheiresca entre eles e o PSE), assim já podíamos falar em influência internacional! Mas espera aí que me veio agora uma recordação...o Cavaco era muito amigo da Tatcher não era? Aquela que era profetisa do neoliberalismo e que se opunha veemente à entrada de Portugal na UE... pois era! Olha a influência internacional que o Sr. Cavaco Silva tem!!!!
Agora vou recordar-te mais uma vez de uma coisa, Cavaco Silva (a menos que faça parte de algum loby económico-financeiro ou coisa parecida) não vai fomentar iniciativa privada nenhuma no nosso país, não inventes coisas onde elas não existem. Iniciativa privada está (pasma-te) o Sócrates a trazer com a Ikea, a Micrsoft... E já viste que não tem o Cavaco como cão de guarda a ver se ninguém lhe passa a perna nos negócios do Estado?
Pois é... tanta crítica e ele ainda nem se sentou na cadeira de Presidente!!!! Tanta bajulação e ainda nem chegamos a 8 de Março!

Pedro Teles disse...

João, releia novamente que disse e não venha com esses discursos «, primero falta-lhe justificar os brancos, depois, se há abstenção isso também é um sinal de que algo está mal, e por fim, mesmo os abestencionistas são portugueses. Nunca julguei que fizessses distinções entre portuueses de primeira e portugueses de seguda. Para mim a opinião de todos é importante