terça-feira, 7 de fevereiro de 2006

"Heterossexualidade e casamento"

[Apenas três notas]

1. "...As pessoas de orientação homossexual merecem o respeito que é devido a quaisquer outras. Têm igual dignidade e os mesmos deveres e direitos. Para mais, trata-se frequentemente de pessoas que sofrem, com a dilaceração e ansiedade de uma sexualidade problemática, e por isso credoras de maior compreensão e afecto. Por outro lado, ninguém proíbe uniões voluntárias entre adultos responsáveis (com os direitos económicos e protecção social que forem convenientes). Coisa muito diferente, porém, é violentar e desfigurar o estatuto legal do casamento para que abranja uniões entre pessoas do mesmo sexo."

2. "A heterossexualidade é uma nota essencial do casamento, que se funda na conjugabilidade homem-mulher e na fecundidade potencial dessa união. O casamento é uma instituição reconhecida pela sociedade como fundamental(...) É por serem socialmente valiosos que o Estado regula e protege o casamento e a família(...) a função do direito não é dar cobertura jurídica a todas as relações afectivas (sexuadas ou não) que possam dar-se, mas só àquelas que são socialmente relevantes (...) "Eu amo quem quiser!", dizem. É verdade. Mas o Estado não tem nada a ver com isso.
... O Código Civil não proíbe o casamento dos homossexuais(...) Aliás, a lei estabelece outras restrições: exclui o casamento poligâmico, exige uma determinada idade, proíbe o casamento entre pessoas com laços de consanguinidade de certo grau, etc. Serão também discriminações inconstitucionais, uma vez que contrariam algumas orientações sexuais?"

3. "... não devemos estar dispostos a aceitar que uma minoria de representatividade (...) imponha a toda sociedade as suas convicções, forçando uma concepção degradada de casamento que subverte o sentido dessa instituição."

Alexandra Teté
Artigo publicado no PÚBLICO (1 Fev 2006)

4 comentários:

Robertão disse...

Olhe, menina coisa, eu sinto repúdio por estas coisas que a senhorita Tété anda por aqui a dizer.

Então agora eu e o mecânico lá da rua não podemos ter os mesmos direitos que os gordurosos do 3º esquerdo? Senão repare:

Eu fiz depilação a láser por todo o meu corpinho escultural. Deixei só na zona das suiças, e um tufinho no peito. De resto, não tenho pêlo. A gordurosa do 3º esquerdo tem um frondoso bigode, e saem-lhe uns quantos pêlos do queixo. Ainda por cima a mulher é estéril e tem a voz muito mais grossa que a minha! [sim... porque EU engulo :D] Agora diga-me a senhorita Tété, ou a menina coisa, se ela não é muito mais homem que eu?

O mal é que a lei não pensa nestas coisas. Não é justo que nós, moçoilas de coração, aprisionadas num corpo de homem, não possamos ter o mesmo direito que as sortudas que nasceram logo no corpo certo... A vida é uma tremenda injustiça, porque afinal de contas nós também somos sensíveis, nós também não sabemos conduzir, nós também temos sentimentos! Ainda por cima ninguém nos paga bebidas à noite! Devíamos, ao menos aos olhos do Estado, ser todas iguais. Nós e as outras. Elas podem dar uso ao traseiro como bem entenderem e nós não? Também devíamos ter apoios do Estado nessa matéria... Afinal de contas, ele quando dá, dá em todos.

Independentemente disso, devo dizer que eu e o meu homem vamos casar à Espanha. Não queremos ser alvo de inveja das pessoas, só porque o meu vestido é Augustus e mais lindo que o delas todas.

(Um aparte... Ruizinho, eu amo-te! ainda bem que naquele dia em que fui ver um filme ao cinema com um amigo africano, te vi na fila da frente, e não descansei enquanto não te pedi o teu número... nunca mais me esqueço... 25, disseste tu.)

O amor merece todo o respeito do mundo. Seja entre quem for. O amor é lindo...tão branco e duro, que fico sempre com negras no queixo... (ou isso é a parede do meu quarto?)

Pestana disse...

este coment anterior só pode ser 1 piada, right? é que homossexualidade é uma coisa, transsexualidade é outra...

Robertão disse...

Não, querido... era uma sátira. Ninguém mudou de sexo, aqui. Eu é que me sinto mais mulher que muitas mulheres que aí andam, inclusive a gordurosa do 3º esquerdo... E se me provasses ias perceber... ui...

Beijinho, fofo...

Anónimo disse...

eu cá já estou farto de bichas tontas e mulheres mal "usadas" ou com teias de aranha, engolimentos à parte...